Os Vivos e os Mortos por Susan Beth Pfeffer

Sinopse
"Um meteoro em rota de colisão com a Lua: um evento astronômico previsto com antecedência pelos cientistas. Só que para surpresa de todos, o impacto da colisão é bem maior do que o esperado, e a Lua sai de órbita, aproximando-se da Terra e alterando de modo catastrófico o clima do planeta. À medida que Nova York é devastada e tanto comida quanto ajuda tornam-se escassas, o adolescente porto-riquenho Alex Morales luta para manter suas irmãs, Bri e Julie, de 14 e 12 anos, a salvo. Com os pais desaparecidos, cabe a ele assumir responsabilidades inimagináveis e dar o seu melhor para sobreviver enquanto reza para que o restante de sua família volte com vida para casa. "





Autor: Susan Beth Pfeffer
Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2016
Páginas: 336
Gênero: Drama
    

#1: A Vida Como ela Era

Os Vivos e os Mortos é o segundo livro da série Os Últimos Sobreviventes da autora Susan Beth Pfeffer, lançada no Brasil pela Bertrand Brasil.

Depois de ter amado A Vida Como ela Era, fiquei extremamente ansioso e curioso para ler essa "sequência", uso as aspas pois essa não é uma sequência propriamente dita.

Como Assim?

A Vida Como ela Era tem começo, meio e fim. Esse livro também. Não precisa ler o primeiro livro para ler esse, pois ele não continua com os personagens do outro livro. Entretanto, precisa ler os livros em ordem para ler o terceiro pois ele vai juntar os personagens dos primeiros livros.


Sendo assim, quando terminei de ler o primeiro livro ja sabia que não veria os mesmos personagens aqui, fiquei meio receoso mas decidi ir para a leitura assim mesmo.

Em Os Vivos e os Mortos acompanhamos o Alex, ele é um latino que vive em Nova York com a família e vê sua vida mudar do dia para a noite com a aproximação da lua com a terra que causa catástrofes inimagináveis no mundo todo. Seus pais estão fora de casa e ao decorrer de que eles não voltam ele percebe que agora precisa tomar conta das duas irmãs mais novas Bri e Julie enquanto esse desastre acontece.

Mais uma vez, a escrita dessa autora se mostrou incrivelmente viciante, é como um refresco que você toma em um dia quente, não tem como parar.
Diferente do primeiro livro, aqui a narrativa é em primeira pessoa, de forma corrida, sem ser um diário como no primeiro livro. De primeira achei meio estranho a autora mudar mas confesso que gostei mais assim, a visão das descrições ficam ainda mais visuais.



A construção de personagem é feita de forma bem rápida, ela foca mesmo em desenvolve-los nessa situação, a forma como eles reagem e como eles se sentem em meio a tudo que está acontecendo sem pais e tendo de se virarem sozinhos.
Essa foi a parte que, assim como no primeiro livro, mais me agradou, é muito interessante ver como as pessoas se relacionam em um cenário desses e como elas regredem para a natureza principal humana em tempos de escassez.

Infelizmente não me conectei muito com os personagens, o que mais gostei foi o Kevin que foi bem pouco explorado, assim como algumas cenas, algumas descritas muito bem e outras nem tanto.

De outro lado, a parte que sempre gosto de ver nesse tipo de estória ficou muito apagada, a autora fica concentrada em um cenário e explora pouco das possibilidades. Além disso, poucas novidades aparecem em relação ao primeiro livro, muitas pontas ainda ficam soltas.

Ao decorrer da leitura senti que a autora poderia ter juntados os dois protagonistas do primeiro e segundo livro já aqui nesse segundo, ou melhor, já ter apresentado esse personagem no primeiro livro.

A questão da religiosidade foi algo bem legal ao qual ela trabalhou, gostei desse aspecto mas por momentos vi que ela (autora) usava muito isso como uma fuga (leia-se postergar), claro, isso é importante, mas fica repetitivo quando os personxagens falam de religião em cada pagina mas esquecem de sobreviver.

De todo modo, Os Vivos e os Mortos foi interessante, alguns furos no enredo e pontas soltas deixadas para trás me incomodaram mas ainda assim foi tocante e desesperador estar junto com os personagens em algumas cenas. Estou muito ansioso para ler a sequência e espero que saia logo aqui no Brasil!.

Comentários

  1. Oi Guilherme

    Não conheço a trilogia, mas a premissa é bem interessante. Que pena que teve furos no roteiro, mas que bom que apesar disso a leitura agradou. Achei a capa lindíssima!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Oi Guilherme,
    Acho que não leria a obra por agora, esses furos me desanimam um pouco.
    Não conhecia a obra, tomara que saia a continuação logo e melhore.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Guilherme!
    Não sabia que esse livro não era exatamente uma sequência de "A vida como ela era". Alias, a sua experiência com o primeiro livro foi muito melhor do que a minha porque eu não fiquei nem um pouco curiosa em saber o que aconteceria já que não consegui me conectar com a narrativa em momento nenhum.
    Pena que esse livro não foi tudo o que você esperava, mas tomara que o próximo preencha esses buracos deixamos para trás.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi!!
    Acho linda a capa desse livro. Ainda não li nem o primeiro, mas tenho bastante curiosidade.
    Gostei da sinceridade da sua resenha, ela ficou excelente!

    Beijos,
    Juh
    Um minuto, um livro

    ResponderExcluir
  5. Acho a capa dessa série linda, mas infelizmente ainda não tive oportunidade de ler. Que pena que esse volume teve seus pontos negativos, mas pelo menos num todo a leitura valeu a pena! Que mudança radical da autora em mudar a forma de narrar, né? Deve desestabilizar o leitor um pouco, mesmo, mas depois se acostuma

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Guilherme!
    Já tinha lido a sua resenha do primeiro livro. Fiquei curiosa com essa série, mas nunca encontrei ele para dar uma olhada nas livrarias daqui (costumo comprar pela internet, mas gosto de ver "pessoalmente" antes :P). Espero ter a oportunidade, está marcado no meu skoob :)

    bjs
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bibs!
      Que legal!, vale bem a pena. Fica de olho aqui no blog que em breve tem uma surpresa ;)

      Excluir
  7. Oie Guilherme =)

    Até cheguei a ver os livros dessa trilogia em alguns blogs, mas confesso que a premissa da história mesmo sendo interessante não chamou muito a minha atenção.

    Ótima resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  8. Oi, Gui

    Eu não conhecia o livro e não lembro nem de ter visto o outro por aí (só vi a capa agora aqui na side bar). Não curti muito essa capa, achei meio amadora, sabe? Acho que é essa fonte bizarra que usaram! hahahaha
    Que pena que teve essas ressalvas, espero que no próximo ela explore mais os cenários e os personagens de ambos se encontrem, seria legal.

    Beijo
    - Tami
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    A premissa é muito boa. Uma pena, porém, que você não tenha conseguido se prender completamente aos personagens.
    De toda forma, pretendo conferir ainda assim. Afinal, gosto demais de livros com escrita viciante.
    Ótima resenha.


    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de novembro. Serão dois vencedores, dividindo 3 livros.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

DEIXE A SUA OPINIÃO!

Postagens mais visitadas deste blog

O Adulto por Gillian Flynn

Sumiço, Mudanças + O Que ando lendo

Os Lançamentos de Julho | 2016