Um Mundo Brilhante por T. Greenwood

Sinopse
"Quando o professor Ben Bailey sai de casa para pegar o jornal e apreciar a primeira neve do ano, ele encontra um jovem caído e testemunha os últimos instantes de sua vida. Ao conhecer a irmã do rapaz, Ben se convence de que ele foi vítima de um crime de ódio e se propõe a ajudá-la a provar que se tratou de um assassinato. Sem perceber, Ben inicia uma jornada que o leva a descobrir quem realmente é, e o que deseja da vida. Seu futuro, cuidadosamente traçado, torna-se incerto, pois ele passa a questionar tudo à sua volta, desde o emprego como professor de História, até o relacionamento com sua noiva. Quando a conheceu, Ben tinha ficado impressionado com seu otimismo e sua autoconfiança. Com o tempo, porém, ela apenas reforçava nele a sensação de solidão que o fazia relembrar sua infância problemática. Essa procura pelas respostas o deixará dividido entre a responsabilidade e a felicidade, entre seu futuro há muito planejado e as escolhas que podem libertá-lo da delicada teia de mentiras que ele construiu. Esta, enfim, é uma história fascinante sobre o que devemos às pessoas, o que devemos a nós mesmos e o preço das decisões que tomamos."

Autor: T. Greenwood
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012
Páginas: 336
Gênero: Romance/drama
  


Um mundo brilhante ganhou a votação que estava no ar aqui no blog como minha próxima leitura, eu estava com as expectativas baixas em relação ao livro e não me surpreendi muito.


Ben Bailey é um professor de História que leciona na Universidade em Flagstaff local onde reside. Vive tem cinco anos com sua noiva Sara que é enfermeira e o casamento que tanto planejam ainda não se realizou.


Ser professor não lhe dava uma renda razoável o que complementava trabalhando como barman no Jacks's no período da noite. Mudou  para Flagstaff por que além de gostar de neve e do frio ficou encantado com a paisagem, com a maneira como as pessoas viviam e ele amava tudo que aquilo - era o seu mundo brilhante. 
Exatamente um dia antes ele e Sara tinham se desentendido em uma festa de Halloween. Pela manhã ao sair com sua cachorrinha,mesmo estando tudo coberto de neve,  encontra em frente a sua casa, o corpo de Rick, um garoto da tribo navajo, que já conhecia  do bar. A polícia considera que a morte de Rick fora causada por hipotermia em virtude da bebida alcoólica. Como o rapaz não bebia, Ben tinha certeza, que esse laudo não era coerente.

A narrativa é em terceira pessoa e em todos os capítulos quem nos conduz na história é o Ben, os capítulos são bem rápidos e muito pequenos, o que muitas vezes fez com que aquela parte que estava boa terminasse e começasse outra com um ritmo diferente, o livro é divido em partes - Mundo Vermelho, Mundo Azul, Mundo Amarelo, Mundo  Preto e branco e Mundo Brilhante - que mostra através das tonalidades o estado emocional de Ben.


Os personagens  não são bem construídos e senti falta de um amadurecimento deles durante o decorrer do tempo, Sara, a noiva do Ben, ganha espaço no livro, o que eu achei legal já que ela é o motivo de vários acontecimentos na vida do Ben. Mas ainda assim senti os personagens muito ''cru'', eles não tem amigos, vivem uma vidinha naquela cidade, ele tem uma crise existencial e não faz nada do que tinha planejado para a vida dele, não sei como ele não entrou em depressão. Os personagens secundários muitas vezes salvam o livro da chatice, mas eles são bem secundários mesmo.


O enredo é bem mal construído no começo mas acaba melhorando muito depois da metade do livro, a história acaba tomando um novo rumo. Elementos que ela usou no começo são deixados de lado depois e por assim fica, ao mesmo tempo que tudo caminhava para um sentido os personagens começavam a choramingar e fazer um drama e tudo mudava.


Conclusão: O livro não é tao ruim como parece ser, eu gostei do final (mesmo sendo triste) achei bem crível, ele traz varias lições e reflexões, eu varias vezes pensei sobre a minha vida enquanto lia. O livro não é tão voltado para o publico jovem, ele traz sexo, assassinato, inveja, ganancia e traição. É uma leitura com altos e baixos, pode agradar ou chatear, vai de cada um.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Lançamentos de Julho | 2016

Sumiço, Mudanças + O Que ando lendo